[fusion_builder_container hundred_percent=”no” hundred_percent_height=”no” hundred_percent_height_scroll=”no” hundred_percent_height_center_content=”yes” equal_height_columns=”no” menu_anchor=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” status=”published” publish_date=”” class=”” id=”” background_color=”” background_image=”” background_position=”center center” background_repeat=”no-repeat” fade=”no” background_parallax=”none” enable_mobile=”no” parallax_speed=”0.3″ video_mp4=”” video_webm=”” video_ogv=”” video_url=”” video_aspect_ratio=”16:9″ video_loop=”yes” video_mute=”yes” video_preview_image=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” margin_top=”” margin_bottom=”” padding_top=”” padding_right=”” padding_bottom=”” padding_left=””][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ layout=”1_1″ spacing=”” center_content=”no” link=”” target=”_self” min_height=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” background_color=”” background_image=”” background_image_id=”” background_position=”left top” background_repeat=”no-repeat” hover_type=”none” border_size=”0″ border_color=”” border_style=”solid” border_position=”all” border_radius=”” box_shadow=”no” dimension_box_shadow=”” box_shadow_blur=”0″ box_shadow_spread=”0″ box_shadow_color=”” box_shadow_style=”” padding_top=”” padding_right=”” padding_bottom=”” padding_left=”” margin_top=”” margin_bottom=”” animation_type=”” animation_direction=”left” animation_speed=”0.3″ animation_offset=”” last=”no”][fusion_text columns=”” column_min_width=”” column_spacing=”” rule_style=”default” rule_size=”” rule_color=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=””]

Foi-se o tempo em que o que se passava nos noticiários não afetava as campanhas de marketing e as empresas para chamar a atenção para as suas marcas utilizavam apenas atores, personagens, cantores, além de paródias e versões de músicas em propagandas e campanhas de Marketing. Mas, felizmente, este cenário mudou e uma das mais recentes tendências do marketing digital é a atenção aos acontecimentos da atualidade para, a partir daí, realizar links com marcas, produtos e serviços, engajando e alavancando os números dos clientes.

Uma das maiores provas disso foi quando, recentemente, a cantora Paula Fernandes lançou “Juntos”, versão em português da música ganhadora do Oscar de melhor canção original, “Shallow”, de Lady Gaga. O que poderia ser apenas mais uma canção, gerou uma polêmica por conta do verso “juntos e shallow now” que, por não fazer, absolutamente, nenhum sentido, tornou-se uma grande usina de memes. Surfando nesta onda da brincadeira, marcas levaram a sério a repercussão e também aproveitaram a deixa para chamar a atenção para si. Alguns bons exemplos são a Nextel, Pizza Hut, Leroy Merlin, Skol, Giraffas, Subway, Burger King, McDonald’s, Net, Fini e, até mesmo o Twitter do Globo Rural.

E o que dizer do bebê fofo que dava uma gostosa gargalhada a cada vez que o pai rasgava o papel? Fenômeno nas redes sociais, em 2011, foi utilizado pelo Itaú, em uma propaganda para informar ao público o fim dos extratos impressos. Simples e com baixo orçamento, tornou-se um case de sucesso e um dos principais exemplos de marketing viral no país.

Portanto, se você é cliente ou profissional da área de comunicação, esteja atento. Afinal, nunca se sabe quando e onde poderá surgir um novo fenômeno de mídia que poderá ser utilizado para alavancar um produto, marca ou serviço, engajando e alavancando os números dos clientes.

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]